acupuntura

ACUPUNTURA

A Acupuntura é uma das especialidades da Medicina Tradicional Chinesa e apresenta muitas centenas de anos de evolução na China. Os textos mais antigos referem-se a dinastia Han, a partir do século II a.C.. Os mais importantes são o Nei Ching e o Nan Ching onde esta racionalidade oriental começou a ser descrita de forma sistemática. No século VI da nossa era a acupuntura migrou para o Japão e Coreia levados pelos monges chineses que viajavam para transmitir a mensagem de Sidartha Gautama, o Buda ( literalmente o iluminado). Nestes países orientais a técnica desenvolveu em escolas singulares, distintas da forma original chinesa,  o que enriqueceu ainda mais a evolução da acupuntura no oriente.

O Objetivo da acupuntura é promover a circulação adequada de Qi ( energia) e Xue ( sangue) nos meridianos energéticos ( canais e colaterais). Com este objetivo faz-se um estímulo nos pontos dos meridianos através  de agulhas ou calor ( moxabustão) que ira melhorar toda a circulação energética e também promoverá o equilíbrio das forças Yin ( energia simbolizada pela lua: noite, frio, passividade, e quietude ) e as forças Yang ( energia simbolizada pelo sol: dia,calor, atividade e agitação). A diferença na abordagem é que a Medicina Oriental valoriza mais a pessoa do que a doença. Foi o desequilíbrio que levou aquele indivíduo ao adoecimento e isto não ocorreu de um dia para o outro mas pode ser uma evolução de vários anos de desarmonia.

Modernamente a acupuntura vem sendo pesquisada, tanto no oriente como no ocidente, demonstrando evidências incontestáveis de sua eficácia. O estímulo das agulhas promove a liberação de substâncias com ação analgésica ( neuropeptídeos ) que explicariam a ação da acupuntura nas quadros dolorosos e doenças inflamatórias. Segundo a literatura 70 a 80 % dos pacientes respondem ao tratamento com acupuntura. Existem pacientes que apresentam respostas excelentes porem outros nem tanto. Normalmente indicamos 10 sessões de acupuntura, 2 vezes na semana, para observarmos o resultado terapêutico e avaliarmos a necessidade de continuidade ou não do tratamento.

INDICAÇÕES DO TRATAMENTO COM ACUPUNTURA PELA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE – OMS

1-Pediatria: diarréia, convulsão e obesidade infantil.

2- Ginecologia: TPM, cólica menstrual, cistite, obstrução da trompa, ovário policístico, infertilidade e menopausa.

3- Psiquiatria: depressão, ansiedade, insônia e estresse.

4-  Neurologia: cefaleias (dor de cabeça), tonteira, neuralgia do trigêmeo, neuralgias, disfunção da ATM, paralisia facial e AVC ( ataque vascular cerebral).

5- Otorrinolaringologia: zumbido, dor de garganta, amigdalite, rinite e sinusite.

6- Gastro-enterologia: dor abdominal, cólica intestinal, náuseas e vômitos, diarréia, constipação, hiperacidez, gastrite crônica, ulcera péptica, síndrome do intestino irritável, enterite e hemorroidas.

7- Cardiologia: doença coronariana, angina pectoris, hipertensão arterial e hipotensão arterial.

8- Dependência química: alcoolismo, tabagismo, dependência a cocaína e heroína.

9- Dermatologia: acne, herpes zoster e psoríase.

10-Pneumologia: bronquite e asma.

11-Reumatologia: distensão muscular, dor cervical, dor aguda na coluna vertebral, dor lombar, dor ciática, dor no joelho, fibromialgia, artrose, artrite reumatóide e gota.

12-Obstetrícia:  enjoo, correção da posição fetal, indução ao parto, dor no parto, lactação deficiente.

13-Endocrinologia: obesidade e diabetes mellitus.

Associado a terapêutica com acupuntura recomendamos a fitoterapia ( uso terapêutico das plantas medicinais)  e uma dieta equilibrada e saudável. Na visão oriental o estilo de vida do paciente é fundamental no resultado terapêutico  do tratamento. Observamos que não adianta indicarmos a melhor acupuntura e fitoterapia se o paciente tem hábitos deletérios a sua saúde incluindo aqui sua rotina diária e alimentação.  Os pilares da nossa abordagem integrativa e individualizada depende do diagnóstico do desequilíbrio do paciente. Esta leitura é realizada pela história detalhada e exame físico minucioso.  Nesta abordagem integrativa utilizamos as seguintes ferramentas:

  1. Fitoterapia ( utilização terapêutica das plantas medicinais)
  2. Acupuntura
  3. Dieta equilibrada e saudável
  4. Atividade física moderada e orientada
  5. Meditação ( orientação sobre introspecção e autoconhecimento)
  6. Recomendação com relação a rotina diária de hábitos saudáveis ( estilo de vida)

 

Prof. Dr. Aderson Moreira da Rocha

Médico de família, reumatologista, especialista em acupuntura pela Associação Médica Brasileira e especialista em Ayurveda pelo Arya Vaidya Pharmacy e Associação Brasileira de Ayurveda. Mestre e doutor em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social da UERJ e presidente da Associação Brasileira de Ayurveda.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *